Indice

terça-feira, 12 de maio de 2015

Amsterdam, uma viagem plena😊

E é que regressar é tão difícil.
Custa mesmo. Já seja de avião ou de carro. De noite ou de dia. E é porque nós temos alguém que nos espera ansiosamente. E porque até sabe bem regressar à nossa acolhedora casa. Mas custa regressar. Custa sempre.
Mas também já tinhamos saudades de casa. E da nossa babydog Nara. Assim que, aquando da chegada oficialmente dita a alegria e o alívio são imensos. Home Sweet Home 💕.

E foi assim, com esta última viagem, que gastei as minhas prendas do Natal passado (2014) todas. Paris em Fevereiro (sim, repeti. Adoro Paris e o marido sabe disso) e agora Amesterdão.


E que dizer?
A D O R E I💜

Uma cidade totalmente Versátil. Não há ponto de comparação que se ajuste...
Única.
Vanguardista, antiga e moderna tudo in1.
Romântica também.
Turisticamente na sua maioria jovem. Com um ambiente difícil de igualar e sentir noutra cidade qualquer (falo em relação ao que já vi).

Vanguardista e moderna nos seus ideais e modo de viver e encarar a vida.
Ecológica. Nunca tinha visto estacionamentos assim tão não poluentes e super organizados. Não falo de dezenas, nem de centenas. Mas sim de milhares. Milhares de bicicletas.  De todos os feitios, cores e tamanhos. Mais modernas ou mais vintages. Mas milhares delas.
Tráfico? Sim, muito. Mas todo (na sua maioria) ele de 2 rodas. A palavra ideal é GIRO. Achei muito giro. E divertido. (Talvez porque apanhámos bom tempo e sol durante a nossa estadia. Se tivesse chovido se calhar teria outra opinião a respeito. ..) mas a verdade é que achei mesmo muita graça ao tema das bicicletas. Não por elas em si, mas sim porque este é de facto o meio de transporte dos holandeses, pelo menos em Amesterdão. E é que há verdadeiras bicicletas equipadíssimas capazes de custar tanto como um carro usado.
Cesto de transporte de compras, banco de condutor e cadeirinhas das crianças.  Ã€ frente e atrás. Tapa chuva. É esta a descrição de uma bicicleta equipadíssima. E o hábito faz o monge deve ser mesmo assim tal qual, dado que vi crianças a dormir na sua respectiva cadeira enquanto o pai pedalava que nem um louco pelas ruas saltimbancas  de Amesterdão.


Liberal. Nada como um cofee shop** para passar um momento de relaxamento  (ou não).
**cofee shop: café onde o consumo da droga marihuana, Cannabis é livre e permitido. Pode ser consumida em forma de charro (cigarro), chá, pipa ou biscoitos. Curiosamente e contraditóriamente não se pode fumar tabaco dentro. E na maioria das cofee shop não se vende álcool!!
Red Light District 
Outra das características liberais que caracterizam esta cidade é a prostituição legal. Em Amsterdão à semelhança de outras tantas cidades holandesas, a prostituição é uma actividade legal.
The Red Light District é o bairro/rua mais conhecida mundialmente, pela sua fama. Aqui as mulheres alugam uma montra na qual trabalham contribuindo com os seus impostos como qualquer outro trabalhador holandês.
Sim. Elas estão lá, expostas, bailando/movimentado-se ou não, em lingerie, umas mais cuidadas e bonitas que outras...mas estão lá.  E embora todos saibamos qual o desfecho final desta exposição,  o certo é que esta rua é um dos ícones  principais de Amsterdão sendo esta uma das ruas mais movimentadas e visitadas pelos turistas.

Romântica 
É difícil não sentir esta faceta desta simpática cidade quando estamos rodeados de centenas de pontes com ar convidativo a parar, olhar a água que corre no canal, apreciar o movimento cheio de vida no mesmo e dar e receber miminhos do nosso amor.
E para apreciar ainda melhor, os canais, a cidade em si, e um pouco da vida e do dia-a-dia dos habitantes desta cidade nada melhor do que os percorrermos numa simpática e bastante interactiva viagem de barco. Fizemos e Adorámos. Um outro ponto de vista desta cidade, sem qualquer dúvida. Uma das curiosidades mais giras, engraçadas e "interactivas" neste passeio de barco que fizemos, foi o contacto um pouco mais próximo com algumas das quase 2500 casas flutuantes que existem no canal, das quais algumas sem cortinas sendo que se vê um pouco de tudo o que os habitantes estão fazendo nesse momento (nós por exemplo, vimos um senhor que achou por bem despir -se e vestir-se sem qualquer protecção dos olhares alheios  (os nossos)).

Museu Ann Frank




Destaco entre outras praças e locais a praça Dam, a Liedsestraat e a praça Museum Plein (onde estão a maioria dos museus e as famosas letras I amsterdam ). Para quem quer ir de compras, comércio é coisa que não falta!! São km e km de ruas cheias de lojas.




Amsterdão é sem sombra de dúvida uma das cidades a colocar na lista das cidades a visitar. Na minha lista fica riscada a amarelo=cidade a revisitar😊😊.



Fica ainda muito por dizer...
Talvez para a proxima visita😊

Obrigada ao meu amado marido e ao meu tesouro mais precioso por esta oportunidade Feliz.

Fontes :
Texto e Fotos : Sandra Pereira